Acordei com uma ressaca de nostalgia e tudo o que trago, são dores de saudades em mim. Pouco me lembro do que aconteceu, à excepção das memórias cravadas na pele, sorrisos que se esfumaram nos lábios e abraços que se perderam antes de os braços se poderem entrelaçar.
Passou tanto tempo, o relógio deu tantas voltas, a hora já mudou duas vezes e voltamos ao mesmo… Tempo.
E assim me sinto, parada no tempo. No que foi meu… E nem todo o tempo do mundo será suficiente para apagar esse tempo, para o esquecer…
Falta-me o tempo e a vontade de viver noutros tempos… Pois tudo o que trago em mim são saudades, de ter saudades de uma outra coisa, como tenho desse tempo… Saudades.

February 13, 2021